sexta-feira, novembro 10, 2006

uma palavra apenas não basta



fez um mês sim. apenas um mês em que declaro ter avançado um passo gigantesco no espaço.

uma pessoa que eu prezo falou comigo, como amigo, alertando-me para os perigos da internet, deste espaço tão aberto, tão exposto, que permite a abertura de uma porta para nos magoar, para nos perturbar. em particular àqueles mais incautos, mais sensíveis e desprevenidos. em tudo lhe dou razão. e mais o respeito por o ter feito para meu bem, para que me acautelasse, sabendo como sou impetuosa e conhecendo-me já um pouco da minha forma de ser.

em muitas coisas eu recordo e leio palavras que me alertam para o facto da "virtualidade" deste mundo. que não há amigos verdadeiros na internet. que isto é uma ilusão. que é um mundo "irreal". e que não me esqueça nunca disso!

mas não deixa de ser irónico que sejam maioritariamente pessoas que supostamente seriam "virtuais" também...

ainda eu leio e oiço quem diga que a realidade é sempre preferivel à ilusão. não é bom viver na ilusão... a realidade é que conta!

eu digo que a realidade somos nós que a construimos. eu digo que a realidade é aquilo que nós escolhemos para nos fazer felizes. eu digo que criei alguns amigos com quem tenho a certeza que posso contar em muitas circunstâncias. eu admito que já conheci quem fosse deveras muito mau carácter e que até me magoou. eu acredito que a virtualidade deste mundo é tão imensa quanto a virtualidade da suposta vida real (lá fora). eu digo que me reencontrei em muitas coisas através da internet.

eu afirmo que a ideia da criação deste blog é o resultado disso mesmo e que isso é uma realidade. e eu gosto desta realidade. não lhe chamo virtual porque por detrás de cada coisa construida aqui estão verdadeiras pessoas. pessoas reais. e gosto. gosto muito mesmo. isso é mau? isso é ilusão? chamem-lhe o que preferirem. mas eu gosto e sinto-me mesmo bem assim. e porque não deveria sentir? e agora venham dizer-me que é mau!!!!!!

um_2 quero reafirmar que te aprecio mesmo muito, como ser humano que tenho a certeza que és, como criativo, como pessoa sensível e de um gosto requintado... um género de beleza que aprecio.

falo apenas de ti porque foi de ti que surgiu a ideia da criação deste blog. de uma forma que eu recordo tão "timida", tão "a medo" quase "de pantufas", pedindo a minha colaboração na parte mais "desinibida" do processo (tenho dificuldade em escolher as palavras certas, quero que isto saia espontâneo... por isso estou a escrever directamente no post) o que revelou, de certo modo, a confiança que conseguiste depositar em mim. e não foi no meu nick que confiaste... foi em mim, que eu sei. são estes "pequenos nadas" que fazem a diferença... e depois tudo o que se foi arrastando através daqui... cada um de nós pode aqui demonstrar parte da sua beleza. de uma forma simples, directa e espontânea. alguns quase "a medo", outros mais descontraidamente.

parabéns a todos nós. por sermos quem somos, como somos e como demonstramos ser. seja virtual ou não, é bonito e sabe muito bem.

6 comentários:

um_2 disse...

Nesa,

Tu sabes, penso que sabes, que pelo que sei que és, admiro-te como ser humano que és, e como mulher que és.

Quando ao restante do teu texto, tenho a dizer que é a liberdade de sermos tal qual somos que nos realiza, que nos faz feliz, que nos aproxima do belo da vida, que nos consola.

Digo e repito: Quando alguém se aproximar de ti e te disser como deves fazer, como deves mudar, afasta-te dessa pessoa, essa pessoa não gosta de ti, essa pessoa quer que sejas como essa pessoa gosta, não ao teu gosto, mas ao gosto dela, essa pessoa apenas gosta dela própria.

O melhor disto tudo, é sermos como somos, e os outros nos aceitarem, com as nossas nóias, com as nossas taras, com as nossas manias, com as nossos defeitos e com as nossas qualidades.

Desculpem: Que se ´lixem´ quem nos queira tornar diferente do que somos. E quem não nos ama, não nos ama pronto, não eram mesmo para nos amar.

À parte disto tudo o que realmente importa é a essência do nosso ser.

As pessoas realmente adultas, hoje podem não querer falar, mas amanhã falarão, com certeza que sim, falarão e serenamente dizem ´somos diferentes, mas não quer dizer que nos odiemos´.

WildMindMan disse...

Japonesa, amiga,

O que vou aqui dizer é simplesmente a minha opinião, a minha maneira de ver este assunto.

Estou completamente de acordo com o amigo que te "avisou" ou "aconselhou".

A "virtualidade" presente na internet, em grande parte dos casos, magoa / desilude / corrompe / afasta.

Essa "virtualidade" é extremamente perigosa para quem de alguma forma não está preparado para ela.

Tenho a certeza que esse não é o teu caso amiga. Não só pelo que escreves aqui, mas também pela "ideia" que eu faço de ti através do chat.

DESPREZO TOTALMENTE toda e qualquer forma, mais ou menos camuflada, da mentira / falsidade que está associada a essa "virtualidade".

Por outro lado, estou em total desacordo quando se diz que "não há amigos verdadeiros na internet".

Não consigo conceber essa situação. É mentira. Não posso acreditar em tal coisa.

Tal como dizes, são pessoas reais que estão por tras do virtual. E como pessoas reais que são, muitos serão certamente "não virtuais".

Em resumo (senão isto dava pano para um livro),

O pouco tempo que tenho de "internet" já deu para tirar as seguintes conclusões:

1º Desconfiar, no bom sentido, ou seja, estar de "pé atrás" mas não assumir que do outro lado está sempre algum "criminoso" (desculpem se a palavra é muito forte).

2º Procurar e fomentar o bom relacionamento (seja amizade ou outro qualquer, desde que seja bem intencionado).

Claro que tudo isto é muito bonito de dizer.

A vida é cheia de buracos no meio da estrada e aqui não é diferente.

Cair e levantar, viver.

Desejo a todos as maiores felicidades naquilo que mais procuram.

para vocês meninas **********

para vocês meninos [[[ ]]]

WildMindMan disse...

Queria só acrescentar que concordo inteiramente contigo Japonesa e contigo um_2.

Cada um de nós é como é.

É aí que reside a nossa "grandeza".

É aí que "fazemos a diferença" cada um à sua maneira.

um wild cumprimento para todos os que participam no blog.

parabéns.

CosmaShiva disse...

Realmente ... este espaço é uma maravilha:-)

Até dá gosto ler as "coisas" que aqui se escrevem ...
Digamos, que é quase como uma forma de nos "conhecermos" ... de mostrarmos aos Outros ( atravês das Palavras ) o que somos, talvez não num Todo, mas na minha opinião parte do nosso carácter é "revelado" ... é exposto duma certa forma, por assim dizer !

Japonesa* ... escuso de repetir o que já foi escrito antes pelo um e o Wild , acho que os "comentários" de ambos, revelam duas pessoas fantásticas ... a " falar " de outra, por quem nutro uma admiração enorme, quer como Mulher , companheira de Chat lol e pelas coisas Lindas e cheias de Sentimentos, que me "deliciam" os Olhos e sobretudo a Alma ...

Quanto á Virtualidade, concordo com o Wild ... pessoalmente "construi" amizades sinceras aqui ( poucas mas boas ) e por vezes ... vale mais um Verdadeiro Amigo "virtual" , do que um "real" que não conheçe o verdadeiro sentido da palavra Amizade !

Jinhos gandessssss pra vocês :-)***

( Quanto a Ti linda ... continua assim como Tu Ès , nunca devemos seguir "caminhos" traçados pelos Outros ... pois isso somente nos conduz, até onde os Outros querem ... )

Japonesa disse...

obrigada amigos. obrigada pelo voto de força, pelo voto de confiança :-)... gosto de perceber que a minha mensagem foi mais "sentida" do que o que diz simplesmente em palavras. porque uma palavra só por si não basta... é preciso senti-la cá dentro. e como é bom sentir isso...

concordo convosco, como é óbvio.

:-))**********

Japonesa disse...

(um_2, mais uma vez tu atingiste exactamente o fulcro da questão! exactamente o que me... tu entendes.)
**