terça-feira, outubro 17, 2006

ESCOLHAS




Tremem as mãos por todas as escolhas
Treme o labio e a saudade de outros lugares
Quis tanto e desejei tanto
Que me esqueci apenas de viver o dia a dia.
Encontro-me vazia e farta
As mãos traduzem a incerteza dos anos passados
E o arrependimento das escolhas futuras.
Mais uma vez a realidade me encontra a sós
e me faz sentir a solicitude dos gestos
Que deveriam ter sido repensados mil vezes.
Que caminhos escolhi? E porque os escolhi?
E não foste tu capaz de me acompanhar...
E eu pergunto-me vezes sem conta, porque?
Hoje vacilo entre o estar e o não estar
o querer e o simplesmente nao querer
E não quero esta forma nefasta de saudade,
que me arrepia os sentidos e me fere a alma.
Hoje escolho o silencio...
Mais uma escolha entre tantas outras
não me digas que escolho apenas o caminho mais facil
Que sabes tu de caminhos faceis?
Tu que me abandonaste em todos os caminhos...
Hoje as mãos tremem mais uma vez
Por esta escolha imensa de permanecer só

3 comentários:

CosmaShiva disse...

Just :-))

Está fantástico... cada palavra, parece que tem um "gosto" a amargura... tristeza...
O Texto fala de tudo isso... de uma "realidade" que, ou por escolha voluntária ou involuntária nos "talha" um destino...

Adorei ... Beijo nina *

Japonesa disse...

está simplesmente lindo... gosto quando se fala com tanta beleza dos sentimentos.

queria dizer-te: não tenhas medo, não tenhas dúvidas, não te arrependas, não escolhas, simplesmente segue o que o teu coração te diz, ele nunca nos engana, nunca nos atraiçoa e quando agimos pelo coração não devemos nunca arrepender-nos. :-)

a beleza deste texto está de facto na raiva contida do não querer que assim seja.

e em tudo... gosto. muito beijos

VadioLx disse...

Just...
A beleza de sentir a vida esta na incerteza das escolhas... repara que apenas nos entristece aquilo que deixamos de fazer...o nosso passado é sempre o lastro do amanha...crescemos a cada dia e a cada passo a nossa mente engrandece e nunca regressa ao seu tamnaho anterior...Just minha metade de amiga, minha metade de sonho...nao tenhas medo o futuro vem aí...vence lo ás sempre...
Gosto que escrevas aqui..beijo Vadio