segunda-feira, junho 25, 2007

NÃO CHORES POR MIM

Não chores por mim quando eu me for…
Não molhes tua face por eu não estar aqui.
Não chores por remorso de minha ausência.
So deves chorar
pelo que recordas de minha presença…

Não ganhes tristeza nesses olhos
Que por meu tempo, te os vi brilhar de alegria;
Sorri quando pensas em mim, por vezes,
Do que nunca te disse,
E te lembres o quanto te amei

Não chores por mim, nem na tua triste ventura.
Lembra-te que nas lágrimas nada tem cura.
Apenas liberta o que de mal te faz hoje,
Para amanhã sentires o sol na tua cara
E perceber que o mereceste, ainda…

Não chores por mim, eu já não choro.
Eu só espero te ver um dia, com esse sorriso
Que em dias de luz vi brilhar, gargalhar…
Eu já mereci teu brilho, aqui e ontem…
Faz por que outros mereçam o teu também.
É dele que outros precisam para viver.

Não me chores… porque já não aguento tua dor.
Não me faças arrepender de mim, do que te dei.
Guarda-me em teu coração, calor, amor…
Faz de mim teu herói e não tua crueza.
Amei-te a ti, tua palavra, tua mão, tua beleza…

Por cada dia que tenhas a mais que eu,
Peço-te muito: que o mereças viver.
Não me deixes sentir aqui só, e sem causa,
Porque foi para isso que eu me deixei morrer.
Amanhã, a gente se encontra por aí… sorri, assim.

Ama-me em memória, não na tua triste vida.
Sente-me como parte de tua história.
E não de uma tragédia, de vida perdida.
Não chores mais, porque me amarga teu salgado.
Adoça minha alma… porque ela te abraça.

Não esmoreças… não fiques assim!
Não ponhas essa amargura em teu lábios.
Não digas coisas que eu não gostaria de ouvir.
Olha… eu estou aqui… bem juntinho de ti.
Eu só te quero ver e sentir, como sempre te senti.

Não chores mais por mim… sim??


(para uma miguita *****)

6 comentários:

Anónimo disse...

oh linda está simplesmente fantastico msm... tu és msm uma força da natureza só pode... :) gostei e em certa parte estou de acordo ( quer dizer tudo ) mas é dificil, bastante dificil msm... mas a vida é msm assim, feita de pequenos nadas... :) adorei*** beijinhos mt gandes pa tu :)

Stefanie Guerreiro

Anónimo disse...

stegania?? aqui!?!?!?

risos

minha lelinhaaa mais linda...

:))

umm

kakauzinha disse...

istári láiti, tamém quelu um poema pa mim, tou tistinha pucausa dêli, daquEle desgraçado que ontem me istagou a tádi e me fez chuláli pucausa dumas médas quinventou du nada, fónix. Até fui pó xupémecado com lagrimitas. Hoje tenho uma dôli na tola que tu na timaginas... pióli é a dôli du colaxão... snif... snif... nunca mais quelu xabê dêli, nunca, nunca, mas puqué ca gente gota axim dêlis, puquê, puquê?

O manu Pôtuaini disse... ê bê ta tinha ditu... aquilu na váli um caracóli. Meda, ê sê.

Manda um poema pa mim, mas nã da Flôbéla Ispanca, gajus du alenteju nunca mais! Escupa aí pucausa du tê animáli, o tê xim, aquilu équé um hómi bõ.

Japonesa disse...

... às vezes pede-se tanto. às vezes, pede-de demais, pede-se o impossivel. e por ser demais, é ainda mais cruel, mais doloroso, mais mais dificil ainda de superar.

...quem ama não quer ver o ser amado sofrer. mas pedir para se privar dum luto, dum direito (tantas vezes) necessário às vezes é egoistico, é confortável, é querer algo só por si, para não se sentir culpado pela sua partida.

... quem nos marca por amor e depois nos deixa, deixa uma marca de um vazio, uma dor pela sua ausência, uma perda tantas vezes quase impossivel de superar... injustiça demasiado cruel. uma culpa tantas vezes injustificada, mas que se sente, que se vive... e é real.

eu sofri e ainda sofro. e tantas vezes choro. e perdi o brilho no olhar. mas não me peçam para me recusar tb esse direito... já que me abandonaram e me retiraram a força de viver.

porquê?

porque o sinto e sou livre de o sentir.

é lindo :-)******

kakauzinha disse...

Nesa, amar é sinónimo de sofrimento, é ter aquele medo da perda a cada hora, a cada minuto, a cada segundo.

Depois, quando acontece fica um vazio que nos esmaga, que nos faz sentir à deriva, ao sabor de uma corrente fria e desconhecida que não sabemos onde vai parar.

Amar é a base da Vida, sem amor não se pode viver, em todas as suas formas, mas perder o Amor, o amor daquela pessoa que nos fez vibrar, que nos fez sorrir, que nos fez chorar... é uma viagem ao Inferno dos sentidos e das emoções.

Mas a tempestade que se instala na nossa alma não dura eternamente, seja qual for a eternidade, porque a resposta está em nós, porque não fomos feitos para sofrer indefinidamente. A mente acaba por obrigar a alma, o coração, o corpo, a reagir e quando menos esperamos a bonança regressa. As cicatrizes ficam, mas também essas se atenuam com o tempo, são apenas as marcas das provas que temos de vencer nesta passagem terrena.

Por agora, querida Nesa, tens de dar tempo ao tempo, fechar os olhos e voar para uma ilha de areais dourados no meio de águas turquesa. Sente o calor dessa água e do Sol na pele, pensa só em ti,é o teu momento, mais tarde o sorriso volta.

E não esqueças, querida Nesa, que tens sempre um colinho e um ombro amigo onde te podes refugiar também, um amigo pode ser sempre um oásis que está perto.

Beijinhos... muitos.

Japonesa disse...

kakauzinha :-)

um oásis... tem tanto vento neste deserto que as tempestades de areia não me deixam mais ver. acho que já passei por alguns... provavelmente murmurei mais umas das minhas palavras causticas e penso ter ouvido qualquer coisa de volta... mas só ouvi o vento mesmo e continuei em frente deitando umas outras palavras que rápido foram levadas pelo mesmo vento.

pois... sigo em frente e sei que vou chegar a um porto qualquer... pois não quero um oásis... quero embarcar num navio e rumar a novas paragens. só peço que quando lá chegar ainda tenha forças para subir ao convés.

de qualquer forma, vale a pena a viagem, pois tenho um objectivo. mesmo que esse objectivo eu nunca alcance. mas vou confiando na minha tenacidade e na minha força de vencer. é que quando lá chegar vou ser tão feliz!

:-) obrigada pelas palavras lindas. valem mto. **