quinta-feira, maio 10, 2007

ACORDA-ME COM BEIJINHOS...

ACORDA-ME COM BEIJINHOS…..

Ele acordou.
Ainda estava escuro no quarto… olhou para o lado… com esforço ensonado... eram ainda 6.30h. dali a meia hora teria q estar levantado, barbeado e vestido para mais um caos de estrada.
Mas sem pensar olhou para o lado… ela estava ali… quieta… sossegada. Sua respiração suave e pousada denunciava o seu sono tranquilo.
Ficou a olhar para ela… suas pestanas… sua linha de boca… sua pele ainda viçosa, bonita, sem maquilhagem… apesar dos seus…
… quantos ?? Já 35 anos?
Meu Deus…. Estou ao lado desta mulher á já 8 anos… nem me apercebi.
Mas ela ainda é bonita…. Está linda!!
Mexeu-se com cuidado…. E debruçou-se sobre ela. Sentiu o seu aroma. Tacteou a pele do seu braço, percorrendo o cotovelo, o ombro… pescoço, desceu pelo decote dela… suaveee… lentooo.
Poças … isto da cabo de mim (pensou).
Retirou a mão…. Ficou ali a olhar para ela… só olhando não esperando nada. Olhava-a e admirava o que aquilo representava para si. Olhou para a janela…. Ainda estava escuro, mas o sol já dava alguma claridade ao bom tempo que se adivinhava. Apagou o candeeiro… naquela penumbra voltou-se para ela, para ter a certeza que não a incomodou…. Mas… ó céus !!
Chegou-se a ela, com delicadeza e certeza. Sim certeza… deu-lhe um beijo no ombro… de seguida no braço… no pulso… pegou na mão dela e sobre aquele objecto brilhante e dourado depositou mais um…. Profundo e cheio de veneração.
Ela quase que acordada e ainda meio adormecida olhou para ele, sem espanto…. Só olhou.
Ele continuava naquele desvelo de carinho…. Sem sequer se aperceber do olhar dela… embevecido, continuou a beijar a sua mão…. Na palma… no pulso…. Quando estava para lhe beijar o antebraço ela puxou a sua cabeça para ela… foi quando ele a olhou nos olhos…. Bem lá no fundo…. Suspensos por instantes nada disseram…. Apenas olhavam. Um…. Para o outro. Filmes, memorias, historias, palavras e momentos percorrendo as suas mentes.
Cada um deles se referenciando ao outro… Tanta dor…
Abraçaram-se…. Procurando consolo um no outro e ao mesmo tempo desejando q fosse sempre assim. Sem recriminações…
Ele como sempre adorava a sua cintura fina…. Firme… macia…. Nela depositou a sua mão bonita… segura… carinhosa.
Apertou-as levemente contra si… como ela cheirava bem…. Cheirava a… cama. Deliciosa.
Olhou nos seus olhos de novo…. Como que pedindo licença. Com respeito … e muito carinho para dar. Ela somente lhe pegou no pescoço e o puxou para si. Beijando-o levemente primeiro… mais um, para ter a certeza q ela aquilo que queria, e em seguida, de vez, beijou-o. Com alma, com amor, com entrega. Dando a ele a deixa…. Será q ele perceberia?
Ela assim fez. Beijou-a correspondendo á sensação táctil e ao sabor de sua boca. Da sensualidade daquela língua… traquina… óoohh e se era traquina... Sorrindo levemente a beijou com desejo, antecipando o q ele sabe q ela faz de si… o rei… o maior… o HOMEM.
Caramba ele se sentia assim sempre com ela.
Uiii como ela me beija… quero la saber…. Desejo-a aqui e agora… que se lixe!!!
Abraça-a com desejo e beija-a muito…. Muito…. Muito!!!! Não quer perder um momento sequer daqueles beijos, daquela pele, daquele corpo de mulher, que ele sente desejar a cada segundo.
Tanto carinho que eles sentem um pelo outro que cada gesto é contido momentaneamente até se dispersar um no outro.
Esparramam-se gestos e suspiros entre os dois naquela cama quente e acolhedora…. Só dos dois.
Ela abraaça-a roçando seu desejo nela… que o sente… vigoroso… como tão bem sabe, e lhe sabe.
Segura no pescoço dele e o devora com a boca, sôfrega… desejosa q aquilo dure para sempre.
Ele assim se entrega… rende-se porque é o que esperava dela. Desejava. Queria porraa!!
Quero-a agora como ela sabe ser. Como so ela sabe ser. Só ela….
E segura-a contra si e beija-lhe o pescoço…. O colo…. O peito… abocanha cada um de seus mamilos rosados e hirtos e beija-os… suga-os levemente com gozo pelo gesto, sentindo seus rins e sua carne quente.
Ela que se entrega naquela carícia segura seus cabelos, em carícias que o agradam segurando-o contra ela…. Para q não pare, nem acabe tão depressa.
Suspiram de desvelo e gozo pelos gestos simples e sinceros do momento… mãos que procuram, acariciam,,,, beliscam levemente e pele na pele se amam.
Ele levanta a cabeça e olha para ela. Naquela posição, um pouco abaixo dela, mira-a, admira-a e sobe até ela para lhe beijar com sofreguidão. A seu belo prazer e sem impedimentos alguns segura em suas mãos cruzando os dedos nos dela com força.
Mas que boca!!! Isto é demais para um homem só. Afortunado, feliz de gozo de tal triunfo. E assim manifesta o seu bem-querer … por ela.
Por ela ele a beija daquele modo com gana!! Ele a devora com desejo e desliza de novo para a sua pele do ombro, colo…. Mamas que tanto o excitam…. Macias e leitosas. Suga seus mamilos até ela soltar um ai contido. Mas continua meigo e entretido naquela carne que tanto o excita. Desce mais um pouco para o seu ventre… afasta com o seu próprio corpo a roupa, deixando-a destapada….
Caraças mais ao pijama…. Abriu um pouco durante a noite…. Mas podia estar já sem nada!! Com pressa despe-a hábil… e ela ajuda erguendo o corpo ligeiramente… que ele nem deixa pousar. Pega em suas nádegas macias e firmes com as palmas das mãos… com posse!! E olha-a por momentos pedindo um sinal de avanço. Ela so se concerta para ele… é o sinal…. Avançaaa!!!
Aaaaaaahhh quanto te desejo raparigaaaa!!!
Abocanha aquele antro de desejo e perfume de mulher. Deliciosa. Aveludada e ligeiramente sem pelos.
Gostava dela assim arranjada, mas não totalmente sem pelos. Somente o suficiente para não o embaraçar com empecilhos mas com a dignidade de uma púbis de mulher.
Percorre longitudinalmente aquele pedaço de carne que a natura tão bem modelou e lhe deu de presente naquele corpo adorável… sexy.
Vagas de sensualidade o percorreram tinha q lhe mostrar o que vale como homem. Era seu dever e intenção. Ela!! Melhor do que ninguém teria q o julgar, submeter e sentir. Ela!!! É a única mulher no mundo q ele quer servir na cama. Vai ser magnânimo…. Mas tem calma rapaz…. Calmaaaa…. Ela merece o melhor de ti…. Da tua sensibilidade… va… acalma-te não te precipites. Ela merece tudo…. Tas a ouvir?? Tudo o q podes e não podes dar de ti…. Esforça-te.
Faz dela uma mulher plena porraaa!!! Anda….
Agarrou nela com carinho e continuou aquela saga q ela manifestava sentir e gozar. Gozaaa… goza querida… hoje, aqui e agora sou todo teu… todo eu estou concentrado em ti … nos teus desejos…. Meu desejo… caraças!!!
Adoro te sentir assim, sexy… suave… cheirosa…. Desejando o meu sexo. Mas ainda não… agora é a tua vez…. A minha…. Aiiiii caramba… so de pensar….. va… concentra-te e deixa-te levar por ela. Sim por elaaaaa (e lembrou-se de momentos pouco dignificantes de sexo apressado…).
Ela sentia-o entregue a si… sabia. Conhecia como ele era na cama. Como a desejava com vontade ou com necessidade. E daquela vez…. Aaaaaaahhhh santo Deus daquela vez era com vontade… e não o ia deixar parar até se saciar dele. Aliás… nunca se saciava dele. Como o amo… devo ser parva. Baaah… não quero saber… aí…. Aí mesmo…. Continua…!!!Suspira profundamente sente a sua boca molhada em si. Sente a sua língua q treinou para si. Sente o gozo dele naqueles gestos sensuais e lânguidos. Sabe que lhe agrada o seu cheiro e a sua carne. Sabe q ele adora fazer-lhe aquilo… nem sempre… mas quando é, caramba a deixavam de rasto e gozona de sexo. Sim adoro sexo. Sexo para mim é natureza. É desejo de carne de macho. É gozo de sentir cada centímetro de pele cada milímetro de nervos e sensores. Aiiiii caraças… assim matas-me… e segura no cabelo dele como um sinal mudo para ele ter calma…. Mas continuar… sorrindo de gozo o olha…. Morde o seu lábio inferior contendo os gemidos involuntários. Porraaaa. Ele até q gosta de me ouvir gemer…. Mas ainda não…. Se gemo ele acaba isto depressa e ele parte para outra fase. Quero mais…. Anda meu amor…. Da-me mais asiiimmm…. Ooohhh assim mesmo….. aiii como tu sabes faze-lo tão bem….
Meneia as ancas com movimentos dos ilíacos oferecendo-se toda.
Toda para ele se deleitar dela…. Goza-la em pleno sem pudores, sem tabus e sem restrições…. O desejo ali era quem mandava naqueles corpos ligeiramente já suados e cheios de erotismo.
Movimentavam-se cada um deles de acordo com cada gesto, estretor ou mesmo o gozo do que se sucedia em ondas …. De vai e vem sensual.
Ele a sentia com desejo…. Com entrega… assim ele a gostava… só para si a seu belo prazer.
Continuou com a sua língua a deslizar por ela toda… no interior das coxas, nos seus lábios, no seu clitóris….. uuuiii… como ela goza.
Devagar…. Aqui tens q ter calma rapaz…. Isto é terreno minado…. Controla-te!! Devagar… assim… poças como ela se meneia assim vou ficar louco…. Não sei se me aguento. Devagar anda… sugar devagarinho….. com carinho e intenção…. Rebolar a língua… issso…. Aaaaahhh isto que ela me ensinou afinal tem seus resultados…. Geme querida… quero te ouvir…. Quero sentir o quanto me desejas…. Geme.
Ela não sufoca mais aquele grito contido…. Goza em pleno aquela carícia marota. Geme não muito alto…. Porque não quer fazer daquilo um acto teatral… sei la…. Preferia gritar…. Mas seria pornográfico. E ela é pornográfica…. Mas só para ele … não para o q quer que ele compare em sua cabeça. Agoniza.
Sacana … nem sei se quero que pares ou se continues…. Mas aiiiiiiii que booommmm.
Continua … não pares…. Aiiiii issso até parece “dor” como te desejo meu querido. Hummmmm assim eu deliro. Vem…. Vem para mim…. Estende os braços.
Mas ele percebe o q ela quer. Não querida…. Ainda não…. Só mais um bocadinho. Sim? Estou maravilhado com o que sinto e vejo…. Não me tires isso já…. Deixa-me devorar-te. Este banquete é demasiado sublime para te deixar incompleta.
E continua naquele rodopiar de boca e língua…. De penetração fingida e sedenta de seus sucos, de seu sabor e cheiro … como é…. A rosas? Almíscar perfumado?.... sei lá…. Gosto do cheiro dela caraças!!!
Ó mulher tu para mim…. Por mim, morria já em teus braços… é o q eu desejo…. Morrer em teus braços. Nem te passa pela cabeça o q eu te desejo agora. Acaricia os seus rins… costas e nádegas em quanto se delicia entre suas pernas… geme e urra ligeiramente junto com ela. Ela agoniza de desejo, calor e entrega.
Amor… amooorrrr…. Quero-teeee!!!
Ela se esvai em gozo e prazer, em espasmos que o deliciam.
Ele pára devagar…. De mansinho…. Quase terminando mas sem a acabar de todo…. Mima-lhe o sexo com beijinhos nas coxas macias…. Limpando a boca nelas com pudor e receio q ela o regeite.
Volta para ela…. Todo…. Beija-a. Olha-a ela gostou?....
Ela olha-o gozona…. Claro meu sacana…. Isso é uma “maldade” maravilhosa – sorrindo.
Ele assim o entendeu. E volta para a sua carne palpitante beijando a sua pele todaaaa…. Toda a sua carne. Toda a sua essência de mulher.
Domina-a. Com carinho. Quer senti-la mais ainda. Quer senti-la toda!!
E sem aviso mete-se entre as pernas dela e levanta-a. Levanta os seus joelhos até quase lhe chegarem aos ombros…. Caramba aquela posição era divina para ele.
Via-a toda…. Sentia-a toda… gozava-a toda. Ela disse-lhe que gostava daquela posição, quando submissa.
Ele assim o pensou assim o fez …. Com carinho e palpitante desejo…. Erecto… a acarinhou com ele no sexo dela…. Devagar…. Fazendo estrada por ela acima e abaixo. Macia, húmida e sua boca…. Aaahhh esquece a boca dela rapaz…. É a vez dela… ok?... anda…. Faz o q de melhor sabes fazer.
E continua ele devagar…. Roçando nela… desejando-a, intensamente…. Penetra-a ligeiramente e retira devagar… ela quase nem respira de antecipação…. Relaxa querida… isto vai demorar… se depender de mim… e este gaijo não me “falhar” vais ter uma das tuas melhores manhãs de sexo caraças!!
Ok…. Concentra-te nela. Um vai e vem meigo e lento… sem pressas. E mete mais um bocado de si na sua carne quente e húmida…. Retira-a por completo….. e mete de novo…. Mas so um bocadito…. Sente ela a palpitar… que maravilha!!! Isto sim…. É sexo!! E retira-se de novo…. Eheheheheheheh desculpa querida… isto “lixa-te” mas eu sei que gostas… eu estou a gozar imenso, acredita.
Mete aquele manifesto de desejo pulsante dentro dela devagar…. Devagar… mais um pouco… retiro?.... não…. Meto de novo…. Mais um vai e vem deliciso… espera querida… espera e verás.
Mais uma vez…. Assim… porraaa!!! Como eu gozo isto…
Ela quase desespera. Mas é o quase que a maravilha… antecipa… e goza … aaaiiii amor…. Assim eu desfaleço… e geme para ele…. Baixinho e roucamente…. Ele sabe… uuuiiii… como me sabes bem… continua… continuas…. Aaaahhh… não…. “enganas-me” isso é “maldade”… ok…. Sou toda tua…. Quero lá saber isto é demais…. Anda amor…. Monta-me como só tu me sabes fazer.
E ele continua…. Naquele recreio pérfido… consentido… desejado…
Anda rapaz… aguenta-te…. Isto tem que merecer memória. E penetra-a de vagar… mais…. E mais…. E mais…. Devagar… e mais…
Quero…. Queria estar todo dentro dela…. E só posso ir até aqui…. Aaaaaaahhh tenho q descarregar este gozo. Isto é bom demais. E permanece quieto…. Sentindo-a em toda a sua longitude e pujança…
Como ela pulsa!! Isto assim acaba depressa… ok… pensa pensa nela…. Na sua vontade e desejo… é pra ela que tu és… e mexe-te. Ta na hora… eheheheheheh… isto é booommmm.
Meneia as ancas devagar e ela nem se pode mexer porque ele aprisionou as suas pernas com a mão. Assim, exposta e com as nádegas completamente abertas e sua vagina exposta para ele, sentiu-se um prato de gula e erotismo. Ok amor… serve-te. Isto é tudo teu…. Só teu.
Ele gozava-a e muito…. Estava completamente entregue, rendido…. E queria acelerar… era o seu instinto… mas ela merecia melhor…. Muito melhor que outras vezes…. Caramba ela merece.
E continuou, mas com um ritmo mais compassado…. Por vezes parava e retirava-se completamente. Metia-se de novo dentro dela devagar. Fundo. Sentindo seu útero como barragem…. Mas era demais. Sai e mete, sai e mete, umas seis ou sete estocadas segidas. Boas estocadas pela cara de gozo e gemidos dela… e retira devagar…. Demorado…. Mete de novo…. Devagar… goza-a… goza-a rapaz…. Isto é divino… aaaahhhh garanhão depois desta nem sabes como vais ficar. Mas merece a pena.
Ela quase grita de desespero com tanto gozo…. Aquilo é tortura só pode. Este homem hoje vai cabo de mim. Porraaaa… não quero saber. Sexo é bom e eu gosto. E ele…. Aaaahhh como ele me fode meu deus…. Isssooooo…. Va…. Mais…. Mais…. Aaaaah… não!!! Ehehehehehehe
Ele pára de novo depois de mais umas quantas estocadas. Com sentimento se afundava nela. Sentindo a sua carne suada, molhada, sei la….. e mete-se nela fundo…. Fundoooooo… aaaahhh.
E devagar o entra e sai… para se aguentar na tarefa… deliciosa tarefa…. eheheheh
Da-me a tua boca…. Quero a tua boca enquanto estou todo dentro de ti. Beija-a com gana. Com fome dela. Com gozo dela…. Sem menear as ancas…. Dentro dela…. Ela sofre com esta quietude…. Mas ele gosta dela assim…. Ehehehehehe malvado.
Va…. Chega… continua moço…. Isto está demais.
E penetra-a ritmadamente sem presas… observa-se… observa-a toda…. Concentra-se naquele ritmo quase conseguindo abster-se dela… de seus gemidos e ais…. Óooh caraças desconcentras-me ehehehehehe… mas continua querida…. Não te preocupes… isto é para ti…. Tudo…. Sou todo teu agora.
O seu ritmo por vezes acelerava e nessas alturas, sempre naquela posição… ele pegava em seus pés e punha-os ao alto… abraçando suas pernas e lhe fazendo sentir a força de seu sexo. A pujança de sua masculinidade. O gozo que estava a ter com ele nela… e gostava de a ver arfar… gozar… revirar os olhos de boca aberta quase gritando e gemia…. Aaaiii q ela me mata. Como adoro esta mulher porraaaa!!! E fode-a com firmeza e intenção.
Mas espera…. Isto assim vai acabar depressa. Baixa suas pernas lentamente. E tenta desacelerar um pouco…. Ela está completamente desorientada de desejo e gozo… e eu também….mas tenho que me concentrar agora…. Porraaaa… quero me viiirrrr.. calma…. Calma…. Muda… muda já senão…
Ela sente-o quase desfalecer de gozo…. Ele por vezes manda a cabeça para trás quase perdendo as estribeiras. Como ela o goza e olha de desejo contido… assim mor… assim…. Issso…. Da-me mais…. Mais…. Não pares agora…. Ahhhhhh que vais fazer?
Ele parou e pede a ela…. Mor… isto ta quase mas quero te sentir mais um pouco… ela ri-se…. Eheheheheheh marota…. Tu gozas-me… esse sorriso…. E beija-a embevecido… agradecido… com desejo dela. Fome.
É isso tenho fome desta gaija paaah. Quero-a tanto que nem sei por ponta lhe pegar. Anda cá mulher. E abraça-a com força e carinho. Beija-a. Os dois ajoelhados na cama, frente a frente acariciam o corpo um do outro… beijam-se… acariciam o sexo um do outro… e beijam-se mais… sentem a carne palpitante um do outro…. E beijam-se…
Mor… vira-te… sim…. Isso… vira-te de costas para mim….
E beijam-se…. Naquela posição ela de costas para ele verga-se para trás. Ele acaricia todo o seu corpo.
Todos os recantos de seu sexo… devagar. Aiiii…. Ó mor… assim tens q continuar …. Ehehehehehe.
Ele devagar roça-a… erecto e viril…. Cheio de desejo dela, da sua carne da sua humidade perfumada. Da sua…. Pêra aí… perfumada?! Espera…. Mor… reclina-te para a frente… isso… e ele agaxa-se por trás dela e abocanha-a de novo…. Segura as suas nádegas com firmeza para ela não fugir.
Boa…. Asssim a ver se recupero a dignidade senão venho-me já.
E ela goza…. Uuuiiii…. Assim? Amor… aaahh não…. Seu clítoris torturado está sencível… ela goteja desejo…. Ele não pára de a torturar deliciosamente…. Ela tenta erguer-se… ele não deixa…. Deitado de costas, debaixo dela, sacia-se em pleno. Ela com tanto gozo quase se senta em cima dele…. Mas ele controla as suas ancas…. As suas nádegas que tanto ele aprecia.
Ok…. Mas isto ainda está um pouco descontrolado…. Mor tenho q continuar assim pq eu se recomeço vou acabar depressa. E eu não quero. Não ainda.
Rola-a para a cama de novo…. Deita-a. Não tira a boca dela…. Lambe-a com gula. Chupa-a e ela com esgares de gozo nem sabe o q fazer com ele e com as mãos….
Mor…. Isto vais ser lixado para mim…. Mas eu amo-te. Sim quero-te mulher. Quero-te desse geito. E penetra um dedo nela…. Aaaaaah estás a gozar querida… issso….
E continua com a língua, boca e dedo…. Devagar.
Ela está demais…. Querida vou meter dois…. Estou a gozar-te tanto…!!
Ela nem sabe o q fazer de si… dele… está desesperada… o orgasmo…. Era aquele?.... não…. Seria?... em ondas de xoque ela gemia de prazer infernal e lânguido…. Mais mor…
Ele deliciado parou de a lamber e xupar…. Sua mão trabalhava com mestria e intenção. A cada gesto dela ele tomava atenção. A cada reacção ele insistia de novo para ter a certeza…. Senão mudava… queria que aquilo fosse para ela divino, erótico, sei la…. Queria a ver louca de si. Isso!! esta mulher era demais. Linda!!!
E continuava… mudou de posição mas sem deixar de a penetrar, só para ter melhor geito….
Deixa cá ver…. Nesta posição, posso beijá-la, senti-la, e penetrá-la melhor.
Mor se isto resultar eu vou ficar o homem mais feliz da terra.
Ela gozava e pedia com os olhos, mãos e boca para ele não parar…. Estava arrasada de gozo mas pedia mais…. Quero morrer esvaída de prazer e néctar.
Ele assim acedeu… dava a ela tudo o q sabia e sentia…. Seu instinto era animal…. Mas o homem q era sabia que aquela mulher era a sua fêmea. A sua mulher era o q ele queria ali. Não havia nada mais sedutor em uma mulher, que se sentir desejado eótico. Isso…. Ela vai me comer vivo. Mas eu quero q seja esta mulher a ter o privilégio.
E curvando ligeiramente o indicador e o médio penetra-a devagar…. Procurando nas paredes posteriores da púbis dela algo que nem sabia bem o q é…. Mas tinha ouvido falar,… será?.... ela gritou…. Mauuu!! Mor, paro?....
Ela disse aí….. continua…. Aí mor…. Devagar mas não pares.
Eeelllaaaaaa….. então é isto?.... caramba…. Que sa lixe a foda…. Isto tenho q saber e ver como é.
Ela ondulava…. Cravava as unhas dele, pedia sua boca, corpo e sexo…. Mas ele não parava de a manipular…. Metia q tirava os dedos e com o polegar tilintava o clitóris hirto…. Ela agonizava…. Ó querida…. Como eu gosto de te ver e sentir asssim…. Goza…. É tudo teu.
Ela gemia… pedia…. Urrava…. Sei laaaa…. Aquilo era demais…. Mor… queres que pare???
Nãaaaaaooooo!!! Continuaaaa…. Mais…. Mais…. Aaaarrggggghhh
Ele acelerou…. Mas sem brutidades. Ela estava louca… sei la… estava perdida em orgasmos….
Orgasmos??? Meu deus…. Tantos?.... isto parece um rio…. Que faço?... mor??! Olhei para ela pedindo instruções…. Raios…. Que faço?
Ela continuava… abandonada nos braços dele…. Erguia as ancas meneava-se… quase esperneava esvaída em fluidos e ondas de prazer. Beijava-o e abandonava-se ao prazer q ele lhe estava a dar.
Ok…. Mor isto qdo acaba?.... devagar ele desacelerou o movimento…. Ela como que acedendo…. Meteu a mão sobre a dele…. Como que pedindo…. Ok… pára… devagarinho….. mas não tires….
Ok… tu mandas querida e…. qué istooo????.... caramba…. Já a tinha sentido assim…. Mas meus dedos parecem estar a ser bombeados com músculos… sei la…. Mor??.... isto é normal?.... ela beijava-o… agradecida e exausta…. Quase desfalecida….
Mor?.... isto pára ou não???
Ela retira a mão dele de si…. Cola-se a ele e pede beijos e mimos…. Parecia q tinha levado uma sova bem dada e merecida…. E gostou…. Uuuiiii… isto é bommmm.
Mor asssim eu não sei que te faça.
Ele beijava-a agradecido…. Caramba mulher!! Com tanto gozo até me assustei. Fui eu que fiz aquilo tudo?
E beijava-a demoradamente. Agradecido pela sua entrega, emoção e reacção…
Ok rapaz… estás excitado, acalmaste o jokinhas…. Mas tu… tens q ter algo de prémio… não é?
Prémio?.... credo…. Isto parece pérfido. Qual prémio?.... queres melhor prémio o q fizeste esta mulher passar?... este gozo paaah…. Isto é q é gozar caraças!!!
Ela sabe q ele não esperava aquilo. Nem ela!!
Ok… tua vez rapariga…. Ele merece que tu faças dele o último dos homens. Ele merece. Esforça-te.
Caramba…. Que zonzeira…. Estás toda dormete gaija. Ehehehehehehehe que sa lixe…. Ele foi demais. Vamos lá….
O resto do prato goza-lo tu…. Anda cá homem da minha vida…. Agora nós…. Eheheheheheheh
Ela beija-o com fome de sua boca. Beija-o para o compensar do sacrifício da sua abstinecia. Beija-o com gana. Beija-o… ora…. Adoro beijar esta boca que me sabe beijar tão bem.
Deita-se sobre ele…. Adora-o.
Beija-o todo.
Beija sua boca… sua face… seus olhos… seu pescoço… seus ombros.
Orelha… eheheheheh… ele arrepia-se todo…. Rendido aos seus lábios maravilhosos…. À sua saliva….à sua língua…..
Aaahhh rapaz…. Se ela vai fazer aquilo que tu pensas que é….. vais ter demais hoje…. Eheheheheheh
E se recosta para apreciar e gozar…. Pega nos cabelos dela e bebe a sua boca quente e humida.
Ela afasta-se dele…. E olha para o relógio…. (caramba…. Já são 7??)…. Vais chegar atrasado querido….
Baaahhh… vai te lixar…. Agora eu!!!... depois olhas para o relógio….. eheheheheheheh
E beija-o para o impedir de ele sequer reparar nos seu pensamentos.
Deleitada com ele…. Gozada q quase satisfeita…. Ela pede a ele: querido…. Posso gozar-te?... ou preferes parte de tudo e acabamos juntos?
Como queiras querida…. Tu mandas…. Faz de mim o q quiseres…. Estou por tudo… faz e depois vemos.
Heheheheheheh… a marota sorri vai te fazer agonizar rapaz…. Mas tu…. Sabes o q isso significa não sabes?
Ou te vens e ela fica um pouco desapontada… ou aguentas a tortura e lhe das o q ela merece.
Ok…. Coragem…. A ver se te aguentas…. Se “falhar” vais ter que a compensar.
Ele pega na cara dela…. Olha-a nos olhos… e diz: faças o que fizeres, para mim vais ser o máximo. E eu amo-te demais.
Ela beijou-o agradecida…. Com amor e desejo.
E dona da situação…. Submeteu-o ás suas “torturas”.
Á sua fantasia e belo prazer beijava-o todo… xupava seus mamilos e mordiscava a sua cintura…. Descia por ele abaixo esfomeada e prazeirosa. Devagar. Torturando-o o máximo suportável. Devagar menina…. Isto ele vai ter q saber o que é.
Caramba…. Que é q ela está a fazer???.... ó mulher isso é demais para mim…. Anda… vai lá. Toma-o já menina.
Ela beija-o e resvala a sua língua por ele todo... beija-o entre as coxas e sobe ao seu ventre…. Sobe mais ainda no seu peito…. E desce até seu umbigo….até sua púbis…. E…
Ó gaija…. Desculpa…. Querida…. Pára com isso estou aqui em agonia…. Ehehehehehehe malvada.
Tu gostas disso não é?..... ok… aguenta rapaz…. Agora tens o q mereces…. É a paga ehehehehehe.
Ela gozona de seus gestos tb o sentiu assim…. Desesperado pelo sexo na sua boca…. Mas não…. Ainda não….
E vai de novo até ás suas coxas…. Ali no interior delas ele ficava com a respiração quase suspensa…. Para logo respirar profundamente quando ela o enganava para outras partes que não ali perto. Sacana…. Tas a fazer de mim um desgraçado…. Eheheheheheh
Ela delizava…. Descia por ele abaixo…. mas assim que estava na sua púbis…. Subiu até ele e beijou sua boca…. Devorava-o. Bebia sua saliva como que a dizer: imagina….
Ok… mor agora vais ter que te concentrar. Isto é para que saibas q eu sou tua. Sou tua mulher. Sou a que te sente em pleno. Aquela que te vela o sono, te atura as birras e o mau humor. Aquela que….
Calma… a vingança pode surgir ou não.
E retoma a sua prazeirosa tarefa: a de fazer aquele homem gozar o máximo.
Desce directo para o seu sexo… palpitante…. Raiado de varizes e com uma rigidez impressionante.
Coitadinho…. A culpa é minha…. Mas deixa comigo…. Isto vai te saber bem demais…. Eheheeheh
E pega nele com calma e olha-o. Olha para os olhos dele… ele está expectante…. É agora…!!!
Não…. Ela beija-o com carinho…. Na sua pele fina e luzidia… e abocanha um de seus testículos…
Uuuiiiiiiiiiiii…. Esta mulher mata-me!!
Rebola-os na boca…. Xupa-os… beija-os…. Em seguida… o outro… faz dele o q quer. Tortura-os a seu prazer segurando naquele bocado de carne palpitante e qual taça da sua vitória. Sua conquista.
Resvala a língua por ele todo…. Em toda a sua longitude…. Esquece-se de si…. Do prazer que teve momentos antes com ele…. E concentra-se no prazer que proporcionam as suas mãos macias, a sua boca húmida e sua língua…. Como é?.... traquina… ele chama-lhe traquina…. Ehehehehehe
Marota. Eu chamo-lhe marota…. Pois que com ela tu gozas muito. E eu adoro te ver rendido a ela.
E beija-o carinhosamente por cada lambidela.
Encaminha-o para la…. E beija-o…. Devagarinho. Tilinta-lhe o freio…. Devagar…. Ele quase se encolhe…. Mas deixa-se levar … e beija-o de novo…. Sentindo-o na mão…. Palpitante… acaricia o seu peito…
Ok… é agora menina…. Faz o teu melhor….
E mete-o na boca…. Devagar…. Ele suspira com um “uuuuúúúúúh” de desejo… sensual.
Aaah—haaaa… isto vai ser giro amor…. Aguenta aí…. Ehehehehehe
E de novo lambe-o devagar…. Para não haver pressas. E abocanha-o devagar….. desliza-o pela sua língua humida e quente…. Directo para a sua garganta.
Ele está perdido…. So aquilo já é um tormento…. Nem sabe o q o espera. Ou melhor…. Sabe…. Mas cada vez é novo e sabe melhor ainda. Caramba mulher!!!
Ela goza o seu prato. Faz dele um petisco suculento…. Sumarento…. Gostoso…. Sei lá…
Pretende ter prazer naquilo. Fazer ele ter prazer. Quer q ele agonize na sua boca, no seu corpo, no seu sexo…. Em tudo…. Amor, para ti e por ti…. Eu faço isto com gosto. Sim gosto de teu sexo.
Gosto de te xupar assim.
Gosto!!
Que queres?.... gosto de te sentir na minha boca… que te sintas perdido e agonizes com minha boca gulosa.
É isso: sou gulosa de ti amor.
E continua a desvendar o enigma daquele prazer dela. E para ele.
Lambe-o em toda a sua longitude. Xupa a sua cabeça altiva e com devoção. Tem desejos dele. E repuxa o prepucio para tas para lhe tilintar a coroa, o feio…. Ele todo. Suga-o com afinco.
Abocanha-o com gula. Mete-o devagar por si adentro…. Devagar… engolindo com movimentos de língua…. Ele arfa… em esgares de gozo. Com uis eróticos, sinais de gosto e desejo dela.
Mor, calma… ainda não acabei. Ela parou para olhar a cara dele ele sorriu agradecido…. E ela lhe piscou o olho, marota…. De quem vai fazer maldades.
E continuou aquele desvelo pelo falo…. Erguido perante seus olhos e seu deleite.
Beija-o e deliciada com isto desce por ele abaixo meneando-o em simultâneo com a mão e xupando mais uma vez os testículos rijos de desejo. Rebola-os na boca e não pára de o manusear, fazendo ele soerguer-se nas ancas de gozo.
Aquela mão está a fazer ele louco… e a boca dela…. Aiiii caraças… tu matas-me mulher!!
Quer ela para cima dele e tenta puxa-la para si…. Mas ela desembaraça-se de suas mãos e da-lhe um ligeiro empurrão no peito….
Ehehehehehe ok… tu tas a gostar…. A ver se me aguento… caramba…. Isto vai “doer”… ehehe
Ela gostou da sua “resignação ao castigo” e foi assim que deu largas á sua imaginação e prazer.
Ele sentia-a erótica… perversa…. Deliciosamente linda com ele na boca dela.
Ela sentia-o perdido…. Sensual… deliciosamente na sua boca…
E gozava a sua carne pulsante. Lambia-o, tilintava-o, xupava-o…. Devagar.
Devagarinho amor…. Isto tem q durar o mesmo q me fizeste a mim… desculpa la, mas vais ter que aguentar.
Poças…. Esta mulher assim… eu não aguento…. Despacha isso porraaa!!! Aaaiii isso é demais… issso… asssim… asssimm mor…. Não pares… acelera… acelera!!!... aaahhh não…. Acelera mor!
Ela devagar continuava a saborea-lo…. Parecia um magnum em toda a sua boca…. Delicioso… crocante… leitoso…. Naaah… ainda não mor. Só mais um cadinho….
E parou…. Esta mulher pára-me agora?.... por favoooorrrr!!!
Ela pára para lhe fazer carinhos no objecto de sua tortura…. Beija-o e lambe-o com a boca de lado…. De modo que esta parece a sua vagina palpitante e humida… uuuiiiii ele está a gostar tadinho… ehehehehehehehe
Ela sorri para ele como que a dizer: sei que gostas… mas apenas se trata de satisfação pela missão…. Pelo objectivo atingido e sublime que tem nas mãos. Com devoção o acaricia com as mãos, lábios, saliva, boca e língua….
E que língua meu deus…. Isto é demais para mim…. Ó mulher eu asssim morroooo!!
E ela continua mas agora com afinco e movimentação continua… continua nele e ritmadamente…. Mas não com a intenção de acelerar, coisa q ele pede…. Mais…. Acelera…. Agora…. Aaaarrgghh!!
Ela não acelera…. Ele agoniza em gozo…. Pede… suplica para ela acabar com tamanha tortura q ele tanto gosta, mas que ao mesmo tempo o mata de expectativa.
Caraças….. eu quero me viiirrr!!!
Amor…. Eu quero me vir… continua…. Adoro-teeeee.
Ela olha-o nos olhos…. Sente prazer com ele…. Tem prazer com ele… adora fazer ele ter prazer assim…. E com ela também…. Ok…
Monta-o.
Monta-o assim…. Sem aviso…. Sem ele sequer ter tempo de piscar os olhos.
Enterra-se toda nele.
Assim empalada fica quieta. Esperando uma reacção dele….
Foda-seeeeeeeeeeeee!!! Tu tas maluka???
Esta mulher dá cabo de mim….
Anda agora acaba comigo… não pares agora.
Ela sabe q ele a quer… o seu movimento de ancas, voluntário ou não… incitou isso a ela.
E ela mexeu-se ligeiramente. Levantou o rabo, para ele ver o q ela lhe estava a fazer…. Ele olhou hipnotizado para o seu próprio tamanho. Enorme, entrando nela…. Todo. Todo dentro dela…. Aaaaaaaah que gozoooo. Ela desceu…. Devagar… sentindo-o em toda a pujança de macho… erecto…. Viril…. centímetro a centímetro…. Devagar.
Ele estava perdido… suas mãos procuravam a sua carne, a sua pele, as suas ancas, as suas mamas…
Bolas homem… tem calma…. Eheheheheheh
E a um ritmo lento demais para ele, começa num vai e vem demorado…. Com prazer…. Com lamguidêz…
Ergue-se, sem o tirar de si completamente e beija sua boca arfante… sedenta de sua boca e língua castigadora.
Ele tenta empurrá-la para baixo….. mas ela resiste, sendo assim, o gesto seria lento … ainda.
Mas ele incita-a: fode-me…. Fode-meeee … quando a sente escanxada em cima dele…. Completamente colada a si.
E ela assim o faz…. Fode-o.
Porque ele lhe pediu.
Porque ela o quer.
Porque ambos anseiam o sexo um do outro.
Porque sentem amor um pelo outro.
Porque se desejam aqui… já…. Agora!
Porque…. Porque…
Ela meneia-se em cima dele sem dó nem piedade.
Ele tenta aguentar o máximo possível…. Espera por ela.
Que raio… tenho q esperar por ela…
Ela diz…. Vem-te. Vem-te amor.
Ele responde…. Não…. Eu espero por ti… agoniza e tenta concentrar-se.
Não amor… eu quero que te venhas para mim…. Dentro de mim…. Vem-te.
Queres? Ele procura a certeza nos olhos e cara dela.
A cara dela suada, afogueada, vermelha de desejo tal como o sexo maravilhoso dela.
Ele pede com as mãos que ela o acompanhe, tilintando o seu clitóris com os pelegares.
Ela quase se retrai…. Mas deixa ele fazer o q quer dela… afinal… ela é q comanda.
Ele tenta acelerar o ritmo pegando nas ancas dela.
Aaaaaaaahhh amor… issso…. Issso…. Masturba-te com o meu corpo… asssimmm pega e move-me á tua velocidade. Não tenhas receio…. Eu estou contigo… issso… nas minhas ancas.
E ele continua a tentar acelera-la para si…. Tenta q ela o acompanhe naquele gozo urgente q sente por ela. E manifesta isso tentando entrar nela fundo…. Cada vez mais fundooooooo….
A cama mexe-se violentamente. Ela está a entrar em transe. Joga a cabeça para trás em delírio. Ele em agonia …
A explosão está eminente… evidente….
Não aguento mais…. Desculpa querida…. Aaaaarrrggggghhh…. Oooohhhhh…
Santo deus….. arrrggghhhh
Ela também. Ó sim…. Ela também estava sssim…. Com ele…. Não parava as ancas…. Louca de prazer e gozo dele. Os seus esgares a deliciavam.
Em ondas de volúpia e prazer ambos estavam perdidos em sentidos explosivos e derramados por aquela cama.
Nada…. Nada nem ninguém os separava agora.
Amoooorrrr…. Eu amo-teeeeeeeeeee!!!!
...
...
Ela estatelou-se em cima dele. Esgotada.
Ele estava dormente. Completamente esgotado de gozo e sémen. Sem reacção aparente.
Abraçou-a com força…. Segurando-a para ela não cair sabe-se la para onde.
Deixa-te estar querida…. Assim…. Pertinho de mim.
Pedindo sua boca em agradecimento. Mimando-a. Carinhos com devoção e sentimento reconhecido.
Prazer imenso. Sem memória até ali.



Ele acordou.
Olhou para ela.
Relaxada e satisfeita a sua pele estava luzidia e linda.
Cheirava a ela… cheirava a cama.
Credo homem. Tu não mereces esta mulher.
O que és tu??? Paaaah
A semana passada fizeste- a chorar.
Ela tem razão… não a amas o suficiente.
Tens que acabar com isto. Tens q acabar com aquela gaija.
Sim aquela gaija do escritório põe-te louco…. Mas nunca como esta mulher.
Nuncaaa!!!
Ela é a MULHER de tua vida.
E tu não és digno dela.
Não depois disto.
Este sexo. Este sexo tens com quem? Paaah
Isto não é sexo…. É paixão… é desejo dela…. Dela estúpido…. É amor.
Foda-se!!! São 9 horas…. Perdi a noção do tempo.
Ok… por ela até o dia eu perco.
Beijou-a… tal como á umas horas atrás…
Com mais carinho…. Com mais devoção ainda.
Como te amo rapariga!! Beijou-a com carinho nos lábios.
Ok… horas de decidir a vida.
Saiu da cama com cuidado para não a acordar e foi para o duche.

Ela acordou… sentiu ele a mexer-se na cama.
Continuou de olhos fexados.
Apetecia-lhe abraça-lo e fazer amor de novo.
Sentiu os seus carinhos…. Que bom. Mais dá-me mais…
Meu deus…. As horas!!
Ele saiu da cama…
Ahhh… já viste as horas…. Ok..
Paciência…. Fica para uma próxima…. (qual próxima??)
Entristeceu o semblante sorridente até ali.
Vai … vai tomar banho…. Lava-te de mim…

E foi para a cozinha ligar a máquina do café…. Ia precisar…. Iam os dois precisar de um bom café e forte.
Sorriu de novo….. enquanto esperava a máquina aquecer ficou ali… a olhar pela janela.
Relembrou cada gesto…. Cada ai…. Cada arfar….
Sorria sem olhar para nada…. Embrenhada naquela memória linda… memorável mesmo.
Assustou-se ele estava ao seu lado a olhar para ela.
De que te ris? Meu amor?
Aaah…. Embaraçada…. Nada mor…. Vá senta-te que bebes um café.
Boaaa… tou mesmo a precisar…. Ehehe
E sorri para ela… alegre… relaxado…. Satisfeito.
Ela mete a chávena na mesa para ele. Laçando a sua cintura, puxa-a para o seu colo.
Abraça-a e beija-a com carinho…. Agradecido por aquela bela manhã.
E que manhã…. Querida…. Como eu te adoro.
Ela afasta-se dele…. Vá… já viste as horas???
Deixa lá as horas…. Já perdi a manhã mesmo…. Agora estamos aqui os dois.
Ela sorri para ele feliz… ó sim…. Agora muito feliz…. Beija-o e vai tirar um café para si.
Enquanto ela se mexe pela cozinha ele observa-a….
Adivinha cada curva de seu corpo naquela camisa que ela usa e que era dele.
Adora ve-la assim…. De pernas lindas e bem torneadas… só para ele.
Ela senta-se ao seu lado…. Saboreia o café.
Temperam as forças. Ele põe sua mão na coxa dela enquanto bebe o café….
Ela não se desvia…. Gosta dele assim… possessivo de seu amor… e dela.

Ele olha para o relógio…. Mor tenho que ir.
Ela olha-o e sorri marota…. Então não vás….
Ele embaraçado pelo convite diz…. Não posso…. Sabes bem que não…. Aquilo está um inferno e não me posso dar ao luxo de faltar.
Ela compreende. Ta bem…. Faço jantar para ti logo?...
Faz… vou ver se não me demoro no escritório.
Ela duvidou…. Mas sorriu e disse… peixe ou carne?
O que tu quiseres… beijou-a demoradamente, deu-lhe uma palmada no rabo e foi para a porta de saída.
Ela sorriu e disse até logo… ele voltou-se para trás e disse… Até….correu para ela abraçou-a e beijou-a de novo e disse… até logo amor.


Já na estrada ele sorria…. Ia feliz…. Absorto no que se passou naquela manhã.
Que maravilhaaaaa…. Sou o mais feliz dos homens.
Relaxado e embrenhado naquelas cenas eróticas, nem deu pelo tempo nem pela estrada, nem pelo trânsito.
Jáaa???... poças que perigo. Isto assim meu rapaz… algum dia... Ehehehehehe.

Enquanto ia para o hall da empresa matutava na forma de abordar o assunto lixado que tinha em mãos.
Entrou, cumprimentou os colegas, pediu desculpas pelo atraso, mas não se justificou.
Um colega, mais próximo dele e amigo, disse…. “Bela manhã ein??”.... ele respondeu encavacado… “Muito bela….. muito bela mesmo…”
O colega percrutou na face dele uma pergunta e em simultâneo uma resposta.
“Assim tão bela??”
Ele com convicção disse…. “Divina!!”
Sorrindo feliz afastou-se piscando o olho.
O colega e amigo, fiel, ficou a olhar para as costas dele…. Abanava a cabeça enquanto se afastava para o seu gabinete satisfeito…. Pensava: aleluia… tava a ver q isto ia acabar mal.


Ele dirigiu-se para a sua secretária e disse á secretária daquele departamento: Senhora Sandra, por favor traga-me os recados e os faxes se faz favor (com cara séria).
Sandra, uma secretária recentemente contratada para ali, era alta, morena de olhos azuis e de cabelos castanhos e bem tratados. Maquilhava-se com gosto e usava roupas modernas, mas com bom gosto e sexys. Não era extravagante…. Mas um prazer para os olhos masculinos.
Ela sabia que era competente…. Queria subir mais… e gostava de homens belos…. Não interessava se casados ou solteiros…. Mas que fossem belos e bons na cama. E se isso lhe desse algo em troca…. Melhor.
Ele recebeu das mãos dela os papéis sem sequer a olhar e ligando o PC.
Antes de inserir a password olhou para ela….
-Algum recado importante?
Ela disse: “ não… o que chegou está aí. Apenas um telefonema do Sr. Martins para falar consigo…”

-Pois é verdade hoje cheguei um pouco atrasado… telefone para ele e marque uma reunião para daqui um hora se ele estiver disponível. Resolvemos isto ainda hoje.
-Sim senhor…. Mais alguma coisa?... - perguntou ela com semblante carregado na sua impecável maquilhagem, sem exageros.
Ele olhou para ela…. “Não.”
Ela disse: “Hoje nem me deste os bons dias…”
-Pois… desculpa nem me apercebi… e já agora, marca a reunião e depois vem aqui falar comigo.
Ela pergunta sorridente… “Já?”
Ele… “Trata do trabalho e antes da reunião vem aqui ao meu gabinete.”
-Ok… vou já tratar do Sr. Martins.
...
...
-O Sr. Martins diz que daqui a uma hora estará aqui…. Preparo o dossier dele?
-Sim prepara… vai ser necessário. Senta aí.
-Aqui?.... na cadeira?... não preferes….
-Não senta aí mesmo. Vamos falar.
-Ok… sentou-se na frente dele atenta (ela ficou apreensiva)…



Pronto…. Assunto assente, sem pontas soltas e acabei com esta merda.
No fundo, no fundo isto era um peso na minha conciencia…
Sandra tem q ter a noção do seu lugar, e eu sou um homem casado.
Bem casado…. Não preciso de uma sirigaita a lixar-me a vida e meu casamento.
Meu casamento…. Isto nunca devia ter acontecido….
Tá bem…. Foi umas boas kekas…. Mas a Sandra é apenas uma gaija boaa… mas é a secretária….
Ela é a MINHA mulher.
E que mulher caramba…. Não merecia isto…
Sou um canalha.
E entregou-se com afinco aos dossiers e preparou a reunião.
Esquecido já do assunto tratado momentos antes.
...
...
Eram quase 9 horas da noite quando ia para casa…
Telefonou para casa.

Mor??.... desculpa amor… só agora estou a sair do escritório.
Mas já estou perto de casa.
….
Fizeste jantar??
…..
Óptimo… desculpa estares á espera….
…..
Ok eu já estou quase aí deves estar com fominha.
…..
Ahahahahahahah…. De mim???
Eu já de digo isso ao ouvido.
…..
Ta bem… já, já estou aí.
…..
Ok… até já então…. Mor???..... põe umas velinhas na mesa…
Fazes isso??.... sorria prazeiroso… deliciado naquela voz.
…..
Beijo… até já.

Ela olhou para o telefone.
Sorria feliz e consolada da tristeza que a tinha assolado até á momentos atrás.
Olhou para a mesa composta e linda.
E lembrou…. Bolas… tenho se substituir estas velas…. Já arderam todas.
E correu para o armário das velas….
Duas para mesa… umas para quarto… sala…. Casa de banho…
E cantarolava acendendo-as…. Enquanto metia uma musica.
Á muito que não metia uma musica para o jantar…
Baaah… esquece… hoje tem.
E amanhã… amanhã deve ter também…

THE END
(Nov/2006)

1 comentário:

Japonesa disse...

isto é o amor? é assim não é?

...

:-) (é tão lindo)