domingo, março 18, 2007

"Sentidos" ...

A Boca ...
onde o fogo
de um Verão
muito antigo
cintila ...

A boca espera !

( Que pode uma boca
esperar
senão outra boca ? )

Espera o ardor
do vento
para ser ave ...
e cantar .

Levar-te à boca
Beber a água ...
mais funda do teu ser !

Se a luz é tanta
como se pode morrer?

*Eugénio de Andrade*

2 comentários:

Anónimo disse...

cosmita, "beijos", "sentidos.." ai ai .. anda por ai o pecadinho!!!

:-)*

ummm

Princess Fabiana disse...

Lindo este poema ... revela tanto dos sentidos ...e como é bom sentir o Mundo só com sentidos e gestos, e toques, olhares ... enfim

beijito muito grande para todos****
Fabi